Como seria uma mota de exploração espacial? A Hookie Co. tem a resposta

A Tardigrade é mais um exemplo de que a imaginação é praticamente o único limite no que toca às motas personalizadas e customizadas. É um trabalho da Hookie Co. que se trata do primeiro conceito de uma mota… lunar. Ainda este mês de outubro estará exposta na ADV:Overland no Petersen Automotive Museum.

Inspirada nas aventuras passadas – e futuras – no único satélite natural da Terra, a Tardigade foi concebida para explorar a superfície lunar e mais além. Permite transportar diversos equipamentos, com uma velocidade máxima de 15km/h e uma bateria com autonomia para cerca de 110km.

O conceito é com materiais de construção ultra-leves e pneus sem ar que se podem mudar, de forma a que a equipa de exploração espacial possa ultrapassar os obstáculos que se coloquem. A mota pesa 134kg, tendo 2,60m de comprimento e apenas 90 centímetros de altura. Em termos estilísticos, não há muito a dizer: a Tardigrade segue características muito vistas nos rovers de exploração espacial.

E o nome – Tardigrade – não foi escolhido ao acaso: refere-se aos tardígrados, animais microscópicos que podem sobreviver a temperaturas pouco superiores ao zero absoluto, altas pressões atmosféricas e exposições de radiação – ou seja, são extremamente resistentes e aptos a andar no espaço e, quem sabe, até talvez na Lua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You May Also Like